5 dicas que toda bailarina precisa saber

 Em Dance, Studio Juliana Ribeiro

Desde que eu me conheço por gente, estou dançando. Quando fecho os olhos e lembro da minha infância, é impossível não lembrar das aulas de balé, dos caminhos até a escola, das apresentações, das sapatilhas, dos coleguinhas, das amizades que fiz. São mais de 15 anos dedicados a dança e nestes anos aprendi que nem tudo são flores. As doces lembranças sempre veem, mas as dificuldades existiram e eu adoro poder compartilhar com os bailarinos mais novos o que a experiência me ensinou.

 

Pensei muito nos últimos dias sobre quais seriam os conselhos realmente importantes que eu daria para quem está começando e foquei em cinco.  Sabe aqueles conselhos que eu daria para mim mesma se fosse possível? Foi difícil, mas consegui. Vejam:

 

Estude. Leia muito, veja filmes, dedique-se ao máximo nas aulas. Conhecimento é poder, quanto mais você sabe, melhor você será;

 

Cuide da alimentação, mas sem neuroses. Mais importante que um corpo magro, é a saúde.  Nestes anos todos vi meninos e meninas lutando para não engordar, fazendo dietas loucas e colocando a saúde em risco. Não caia neste erro, ser bailarina não é sinônimo de magreza.

 

Busque uma formação superior. Eu acredito que para ensinar alguém a dançar, é preciso responsabilidade. E a responsabilidade passa pela educação, é preciso formação superior para poder lecionar, acredito cada vez mais nisso. Eu, por exemplo, sou formada em Educação Física e sei que isto faz toda a diferença para os meus alunos. Meu conselho é: faça um curso superior ou técnico.

 

Não permita abusos. Para aprender a dançar não é preciso violência, seja ela física ou verbal. Durante a minha trajetória vi muitos professores que gritavam, que faziam exigências absurdas, alguns até agrediam. Isso não é certo e não contribui em nada para a formação como bailarina. Se você está à mercê de um comportamento assim, busque uma outra escola ou companhia.

 

Exercite a criatividade. Uma das coisas que mais gosto na dança é a capacidade que ela me dá de inovar, de ser criativa, de poder enxergar além do óbvio, de não ter medo. Adoro ouvir músicas diferentes, fazer workshops, ir a espetáculos, enfim, tudo que me faça pensar fora do lugar comum. O que vejo na prática é que os profissionais que correm atrás da inovação estão sempre em evidência e conquistando níveis ainda maiores de excelência em sua arte.

 

“Juliana Ribeiro é bailarina profissional, coreógrafa e diretora do Studio de Dança Juliana Ribeiro”.

Posts Recentes

Deixe um Comentário

Start typing and press Enter to search